Projeto Cinema Mundo realiza exibição comentada do filme “O cheiro do ralo”

16/11/2017 21:19

 

Na próxima semana, quinta-feira (23), o Projeto Cinema Mundo/UFSC conclui sua mostra de filmes de Cinema Brasileiro Contemporâneo apresentando o filme “O cheiro do ralo” (2006), de Heitor Dhalia, baseado na obra de Lourenço Mutarelli.

A sessão, de entrada franca, acontecerá às 18h30 no Auditório Elke Hering, da Biblioteca Universitária da UFSC e contará com os comentários de Mariana Knierim e Taro Löcherbach.

Sinopse:
O proprietário de uma loja de penhores usa sua ganância para se sustentar e fazer certos jogos perversos. Mas tudo muda quando ele conhece uma garçonete e começa a perder o controle de sua vida equilibrada.

Sobre xs comentaristas:

Mariana Knierim Correia
Nasceu em Santiago, RS, mas cresceu em Florianópolis. É bacharel e licenciada em Ciências Sociais pela UFSC. Sua trajetória acadêmica é um pouco variada: desde pesquisas voltadas para o jornalismo (como “O Perfil do Jornalista Brasileiro”, do Prof Dr Jacques Mick), até estudo sobre as famílias muçulmanas residentes em Florianópolis, que foi o tema do seu trabalho de conclusão de curso. Atualmente trabalha com educação a distância.

Taro Löcherbach
Graduando em Música na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), já cursou também Filosofia e Biblioteconomia. Poeta, letrista, vocalista e compositor da banda Parafuso Silvestre, já recebeu premiações na área da sonoplastia, composição, produção e direção musical. Trabalha como auxiliar de eventos culturais e é entusiasta de cinema, quadrinhos, literatura e arte.

Projeto Cinema Mundo realiza exibição comentada do filme “Tatuagem”

01/11/2017 19:43

 

Na próxima semana, quinta-feira (09/11), o Projeto Cinema Mundo/UFSC dará continuidade à sua mostra de filmes de Cinema Brasileiro Contemporâneo apresentando o filme “Tatuagem” (2013), de Hilton Lacerda.

A sessão, de entrada franca, acontecerá às 18h30 no Auditório Elke Hering, da Biblioteca Universitária da UFSC e contará com os comentários de Bruna Teodoro e George França.

A sessão também será comemorativa ao aniversário de 5 anos do projeto.

Sinopse:
Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura.

Sobre xs comentaristas:

Bruna Teodoro
Graduanda em Cinema pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ex-graduanda em Cinema e Vídeo pela UNESPAR e Geografia pela USP. Tem experiência na área de Som, produz críticas e dirigiu um curta-documentário em 2016 selecionado para a 3ª Mostra de Cinema Feminista.

George Luiz França
Professor do Colégio de Aplicação da UFSC. Tem Doutorado e Mestrado em Teoria Literária pela UFSC, com formação em Letras pela mesma instituição.

Projeto Cinema Mundo realiza exibição comentada do filme “Branco sai, preto fica”

16/10/2017 15:16

Na próxima quinta feira, dia 19 de outubro, o Projeto Cinema Mundo/UFSC dará continuidade à sua mostra de filmes de Cinema Brasileiro Contemporâneo apresentando o filme “Branco sai, preto fica” (2014), de Adirley Queirós.

A sessão, de entrada franca, acontecerá às 18h30 no Auditório Elke Hering, da Biblioteca Universitária da UFSC e contará com os comentários de Flávia Guidotti.

Sinopse:

Tiros em um baile de black music em Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.

Sobre a comentarista:

 

Flávia Garcia Guidotti

Possui graduação em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (2002), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2007) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2013). É professora adjunta no Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina e professora colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo.

Projeto Cinema Mundo realiza exibição comentada do filme “Branco sai, preto fica”

29/09/2017 17:13

 

Na próxima quinta feira, dia 05 de outubro, o Projeto Cinema Mundo/UFSC, em parceria com a Semana Acadêmica de Cinema, dará continuidade à sua mostra de filmes de Cinema Brasileiro Contemporâneo apresentando o filme “Branco sai, preto fica” (2014), de Adirley Queirós.

A sessão, de entrada franca, acontece às 18h30 no Auditório Elke Hering, da Biblioteca Universitária da UFSC e contará com os comentários de Matheus Faisting e Flávia Guidotti.

A sessão também será comemorativa do aniversário de 5 anos do projeto.

Sinopse:

Tiros em um baile de black music em Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.

Sobre os comentaristas:

Matheus Gonçalves Faisting

Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina e graduando do curso de Cinema e Audiovisual da UNISUL. Tem interesse em narrativas que abordem diversidade, sexualidade e performatividades transgressoras. Dirigiu o documentário “Depois do Fervo”, filme que investiga o contraste entre a imagem de cidade “gay-friendly” e a realidade de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais em Florianópolis. Ganhador na categoria “Melhor Crônica” com o texto “Eu como, tu comes”, no Plus Festival 2016.

Flávia Garcia Guidotti

Possui graduação em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (2002), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2007) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2013). É professora adjunta no Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina e professora colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo.