Sessão comentada de “Até que a Sbórnia nos Separe”

22/06/2019 00:26

Na próxima sessão do ciclo Universos de Animação, o Projeto Cinema Mundo exibe Até que a Sbórnia nos Separe (2013), de Otto Guerra (que estará presente na sessão) e Ennio Torresan Jr, baseado na comédia musical “Tangos & Tragédias”, que permaneceu em cartaz em Porto Alegre por 30 anos. A exibição acontece na próxima quinta-feira, dia 27/06, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária (BU), e contará com os comentários de Marta Machado e André Luiz Sens.

Sinopse

Sbórnia é um pequeno país que vive isolado do restante do mundo, seu povo não sabe e nem deseja saber o que acontece do outro lado da muralha. Após um acidente, a parede cai, e o choque cultural divide os Sbornianos; alguns desejam desfrutar os encantos do continente, enquanto outros, manter seus hábitos primitivos. Já os povos vizinhos querem conhecer e explorar esta nova terra. Em meio a todas essas questões, ainda não poderia ficar de fora uma história de amor.

Sobre os comentaristas

Marta Machado

Professora do curso de Cinema da UFSC é formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutoranda em Administração pela Fundação Getúlio Vargas. Tem experiência na área de Produção Executiva, Animação e Indústria Criativa.

André Luiz Sens

Doutor em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e participação no Departamento de Comunicação da Universidade Pompeu Fabra (UPF), em Barcelona. Tem extensa experiência em empresas de mídia e tecnologia como designer visual, especialmente em projetos de identidade de marca, animação e interação. Atualmente dedica-se a função de Professor Adjunto nos cursos de Design e Animação do Departamento de Expressão Gráfica da UFSC, e se dedica a pesquisa nos eixos de design, audiovisual e transmídia através do grupo LAB DAT (Laboratório em Design, Audiovisual e Transmídia).

Otto Guerra

É diretor e produtor de animação. É conhecido pela direção dos longas-metragens de animação: “Rocky & Hudson: Os Caubóis Gays” (1995), “Wood & Stock: Sexo, Orégano e Rock’n’Roll” (2006), “Até que a Sbórnia nos Separe (2013)”, “A Cidade dos Piratas” (2018). É um dos cinco brasileiros citados no livro “Animation Now”, a bíblia da animação mundial, publicado pela editora alemã Taschen.

Projeto Cinema Mundo realiza sessão comentada de “A Canção do Oceano”

05/06/2019 12:40

O ciclo Universos de Animação do Projeto Cinema Mundo exibe A Canção do Oceano (2014), de Tomm Moore, indicado ao Oscar e vencedor, na categoria de melhor filme de animação, do Satellite Award e do European Film Award. A sessão acontece na próxima quinta-feira, dia 13/06, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária (BU), e contará com os comentários de Andrea Carla Scansani e Demétrio Panarotto.

Sinopse

Inspirado na lenda irlandesa/escocesa das “selkies”, mulheres que se transformam em focas, o filme conta a história dos órfãos Ben e Saoirse. Em virtude do estado depressivo do pai, a avó decide levar as crianças para morar com ela na cidade grande. O que o garoto não sabe é que sua irmã é a última das “selkies” e, ao tentarem voltar para a casa do pai, mergulham em um mundo repleto de aventuras e seres mágicos que ele conhecia apenas através das histórias contadas por sua mãe.

Sobre os comentaristas

Andrea Carla Scansani
É professora do curso de Cinema da Universidade Federal de Santa Catarina. Possui doutorado em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA/USP e mestrado em Multimeios/Cinema pelo Instituto de Artes da UNICAMP. É especialista em Fotografia Cinematográfica pela Academia de Cinema e Drama de Budapeste/Hungria. Tem desenvolvido pesquisas na área de direção de fotografia, materialidade da imagem, corpo e câmera e processos fotográficos artesanais.

Demétrio Panarotto
Possui doutorado e mestrado em Literatura pela UFSC. É professor do Curso de Cinema da Unisul. Também atua como músico, poeta, escritor. É idealizador do programa Quinta Maldita (na webrádio Desterro Cultural). Dentre seus últimos livros publicados estão: “18 Versos para o funeral de Demétrio Panarotto” [Papel do Mato Oficina Tipográfica,2018, poemas], “Tratamento da Imagem” [Patifaria, 2018, conto]; “Arquipélago”[Patifaria, 2018, infantil].

Em apoio à Educação

29/05/2019 12:24

A cena é do filme “Fahrenheit 451”, sobre um futuro onde a leitura foi criminalizada e bombeiros têm permissão para queimar todos os livros que encontrarem. Não seria exagero tecer algum paralelo entre o filme baseado no romance de Ray Bradbury com o atual cenário do nosso país.

Como tantos outros projetos culturais da UFSC e outras instituições públicas de Educação, o Cinema Mundo será afetado pelo corte de recursos. Nossa equipe, formada por professores, alunos e servidores, manifesta total apoio à paralisação nacional contra o empenho deste atual governo em minimizar o papel primordial das Ciências Humanas na formação da sociedade. Sendo assim, a sessão de “A Canção do Oceano”, programada para esta quinta-feira, dia 30, será transferida para o dia 13 de junho. Seguimos na luta.

Atenciosamente,

Equipe Cinema Mundo

 

Projeto Cinema Mundo realiza sessão comentada de “Perfect Blue”

05/05/2019 16:03

O Projeto Cinema Mundo, dando sequência às animações, exibe na próxima quinta-feira, 16/05, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária, Perfect Blue, de Satoshi Kon, baseado no romance de Yoshikazu Takeuchi. Os comentários são de Gisele Tyba Mayrink Redondo Orgado e Lucas de Mello Schlemper. Entrada franca.

Sinopse

A jovem Mima é uma cantora pop que está abandonando a carreira para se tornar atriz. Essa mudança, no entanto, tem um preço alto; um espiral de loucura que mistura fantasia com realidade, além de um fã obcecado disposto a ter sua cantora favorita de volta aos palcos. Perfect Blue é um giallo à japonesa que dosa com maestria o horror psicológico com o grafismo de seus assassinatos, uma metalinguística viagem pelos espelhos da dualidade. Também nos convida a discutir sobre fama, obsessão, quem somos e quem aparentamos ser, fantasmas que hoje não assombram apenas ídolos pop e artistas de cinema.

Sobre os comentaristas

Gisele Tyba Mayrink Redondo Orgado

Graduada em Comunicação Social, com especialização em Jornalismo pela Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA), no Rio de Janeiro. Graduada em Licenciatura em Letras-Inglês na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC (2017). Mestrado (2010) e Doutorado (2014) pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução pela UFSC. Atua como Pesquisadora sobre os Estudos Japoneses no Brasil, nas áreas de língua, literatura e cultura japonesa, pela Fundação Japão, desde 2011.

Lucas de Mello Schlemper

Possui graduação em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí. Atualmente é mestrando em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina e professor colaborador – Coletivo Hiato. É um dos editores da Revista Crua, periódico dedicado à arte e à cultura.

Projeto Cinema Mundo realiza sessão comentada de “Mary e Max – Uma Amizade Diferente”

25/04/2019 15:53

A próxima sessão do Projeto Cinema Mundo terá a exibição de Mary e Max – Uma Amizade Diferente (Mary and Max, 2009), filme australiano baseado em uma história real dirigido por Adam Elliot.

A exibição acontece dia 02 de maio, quinta-feira, às 18h30 no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária. Entrada franca. Os comentários são de Cíntia Teixeira dos Santos e Erik Dorff Schmitz.

Sinopse

Mary tem 8 anos, uma mancha de nascença na testa e vive no subúrbio de Melbourne, na Austrália. Sua mãe é alcoólatra e seu pai trabalhador, ambos muito ausentes em sua vida. Seu único amigo é seu galo de estimação. Max mora em Nova York, tem 44 anos, um amigo imaginário e sofre de Síndrome de Asperger. Ele também é solitário, e apesar de ter nascido judeu acabou se tornando ateu. A garotinha envia uma carta para um endereço aleatório escolhido a dedo na lista telefônica, contando um pouco da sua vida. Max, o destinatário, responde e assim nasce uma inocente relação por meio de cartas. O stop-motion aborda com sensibilidade temas fortes e ressalta o significado da amizade. Apesar da diferença de idade, eles se apegam muito um ao outro e este sentimento sobrevive a todos os altos e baixos da vida.

Sobre os comentaristas

Cíntia Teixeira dos Santos

Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000). Atualmente é assessora de comunicação do Sindicato dos Ferroviários e Metroviários do Litoral de Santa Catarina e assessora de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Tubarão e Região. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo Institucional e Jornalismo Sindical.

Erik Dorff Schmitz

É Bacharel em Filosofia pela Faculdade São Luiz (2011) e Bacharel em Teologia pela Faculdade Católica de Santa Catarina (2015). É mestrando em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina, na linha de pesquisa de Textualidades Híbridas, com ênfase em Teopoética. É bolsista CAPES e pesquisa nas áreas de Filosofia, Teologia e Literatura.