Projeto Cinema Mundo
  • Projeto Cinema Mundo realiza segunda live com o filme “Viver até o fim”

    Publicado em 21/09/2020 às 13:46

     Descrição da imagem #ParaTodosVerem #ParaCegoVer: banner-convite com quadro de filme contendo dois homens, um olhando para a esquerda do quadro e outro de olhos fechados empunhando um revólver próximo do rosto, apontado pra cima, acima da foto os dizeres “Viver Até o Fim” e “(The Living End, Gregg Araki, 1992)”. Abaixo da foto, a logo do Cinema Mundo, os dizeres “LIVE no Instagram do Cinema Mundo”, abaixo “19h00 / 24/09, quinta-feira” e abaixo “Comentadores: Lucas Alves & Marcio Markendorf”.

     
    A segunda live do ciclo “cinema de estrada” será dia 24 de setembro (quinta), às 19h, sobre o filme “Viver Até o Fim” (The Living End, Gregg Araki, 1992). O debate contará com os comentários de Lucas Alves e com a mediação de Marcio Markendorf, diretamente pelo nosso perfil no Instagram.

    Sobre o filme:
    Luke é um drifter inquieto e despreocupado e Jon é um crítico de filme relativamente tímido e pessimista. É gay e HIV positivo. Depois de uma reunião não convencional, e depois que Luke mata um policial homofóbico, eles vão em uma viagem de estrada com o lema “Foda-se tudo.”

    Sobre os participantes:
    Lucas de Oliveira Alves
    Psicólogo e psicanalista em formação pela Maiêutica. Mestrando em psicologia – linha de psicanálise, cultura e política (UFSC).

    Marcio Markendorf
    Professor Doutor em Literatura. Professor adjunto do Departamento de Artes e Libras da UFSC, lecionando no Curso de Cinema.


  • Projeto Cinema Mundo realiza primeira live

    Publicado em 10/09/2020 às 14:34

    Descrição da imagem #ParaTodosVerem #ParaCegoVer: banner-convite com quadro de filme contendo um homem e uma mulher sentados num sofá distantes e sérios, acima da foto os dizeres “A Estrada Perdida” e “Lost Highway (David Lynch, 1997). Abaixo da foto, a logo do Cinema Mundo, os dizeres “LIVE no Instagram do Cinema Mundo”, abaixo “19h00 / 10/09, quinta-feira” e abaixo “Debatedor convidado: José Cláudio Morelli Matos”.

     
    Procurando redesenhar as ações cineclubistas do Projeto Cinema Mundo neste momento de pandemia, organizamos um ciclo de lives para a curadoria virtual “cinema de estrada”. O intuito é reproduzir minimamente nossas sessões presenciais de debates de filmes.

    Os debates virtuais acontecerão quinzenalmente às quintas-feiras, pelo Instagram do projeto (@cinemamundo.ufsc), às 19 horas. Comporemos a conversa sobre o filme selecionado por um integrante do projeto na mediação e por um/a convidado/a.

    A primeira live do ciclo será hoje, dia 10 de setembro, sobre “A Estrada Perdida” (Lost Highway, David Lynch, 1997). O debate contará com os comentários de José Claudio Morelli Matos e com a mediação de Leonardo Ripoll.

    Sobre o filme:

    Fred Madison, um saxofonista, é acusado sob circunstâncias misteriosas de assassinar sua esposa. No corredor da morte, ele inexplicavelmente transforma-se em um jovem chamado Pete Dayton. Quando Pete é solto, seu caminho e o de Fred cruzam em uma rede surreal de intrigas e escolhas ressonantes.

    Sobre os participantes:

    José Claudio Morelli Matos

    Possui doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina. É Professor Adjunto da Universidade do Estado de Santa Catarina em Filosofia da Educação. Atualmente é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Teoria do Conhecimento e Ética. Desenvolve estudos sobre teorias naturalistas da cultura, Filosofia da Informação e teoria da comunicação e informação.

    Leonardo Ripoll

    Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão da Informação da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGInfo/UDESC) e Graduado em Biblioteconomia – Gestão da Informação (UDESC). Possui experiência nas áreas de Sistemas de Informação, Psicologia e Ciência da Informação. Atua principalmente nos seguintes temas: desinformação, confiabilidade informacional, filosofia da informação e disseminação da informação. E também nas intersecções entre Cinema, Literatura e Informação.


  • Lançamento do e-book Cinema e Distopia

    Publicado em 27/03/2020 às 18:54

    O Cinema Mundo acaba de lançar o volume Cinema e distopia: exploração de conceitos e mundos paralelos, trabalho bibliográfico resultante da curadoria produzida em 2018 sobre o tema título.

    Este e-book é o 4º volume da coleção “Cadernos de Crítica”, publicação concebida para ampliar superfícies de contato e fertilizar ainda mais os debates promovidos em nosso cineclube.

    O livro reúne debates sobre 15 diferentes filmes de mundos distópicos, conta com 23 distintas abordagens críticas e a participação de 24 autorxs colaboradorxs.

    O volume pode ser baixado gratuitamente clicando na imagem ao lado ou junto com outros volumes da Coleção Cadernos de Crítica (“Mulheres no/do audiovisual”, “Cinema de Culto” e “Expressões do horror”) no:

    http://cinemamundo.cce.ufsc.br/publicacoes/

     

    Descrição #PraCegoVer : A imagem é a capa do e-book. Com o fundo preto, contém o título e subtítulo em laranja centralizados na parte mais inferior da imagem e a logo do Projeto Cinema Mundo abaixo. Acima do título uma espiral feita da projeção de retângulos vazados está desenhada como arte da capa. As cores do desenho são gradientes que vão do laranja ao roxo. Acima da imagem, no topo do documento, aparecem os nomes dos organizadores do livro.

  • Projeto Cinema Mundo realiza sessão comentada de “Midsommar – O Mal Não Espera a Noite”

    Publicado em 02/12/2019 às 23:50

    Descrição #PraCegoVer : A imagem é um convite para a sessão do filme “Midsommar – O Mal Não Espera a Noite”. Contém as informações de hora e local, responsáveis pelos comentários, logo do projeto Cinema Mundo e logos dos patrocinadores. Ao fundo, uma cena do filme mostrando uma mulher apoiando as duas mãos em uma pedra com manchas de sangue e inscrições ritualísticas; a mulher está de costas, com a cabeça totalmente abaixada, fazendo parecer que está decapitada.

     

    Para encerrar o ciclo Violências Várias, o Projeto Cinema Mundo exibirá Midsommar (EUA/Suécia/Hungria, 2019), de Ari Aster. A última sessão do semestre é quinta-feira, 05/12, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária (BU). Entrada franca. Os comentários serão por conta da Equipe Cinema Mundo.

    Sinopse

    O relacionamento de Dani (Florence Pugh) e Christian (Jack Reynor) está beirando o fim. Além disso, Dani enfrenta outros problemas, inclusive o luto pela morte dos pais e da irmã. Christian, por sua vez, planeja uma viagem com amigos para conhecer as festividades de uma comunidade remota na Suécia. Devido aos acontecimentos recentes, ele decide levar a namorada junto, porém a visita passa longe das férias tranquilas que foi idealizada; o que os espera são rituais bizarros em uma terra de luz eterna.


  • Projeto Cinema Mundo realiza sessão comentada de “Parasita”

    Publicado em 19/11/2019 às 11:50

    Descrição #PraCegoVer : A imagem é um convite para a sessão do filme “Parasita”. Contém as informações de hora e local, nomes dos comentaristas, logo do projeto Cinema Mundo e logos dos patrocinadores. Ao fundo, uma cena do filme mostrando quatro membros de uma família (filho, pai, mãe e filha) sentados um do lado do outro em um porão repleto de caixas de pizza.

     
    Seguindo o ciclo Violências Várias, o Projeto Cinema Mundo exibe Parasita (Gisaengchung, Coreia do Sul, 2019). Escrito e dirigido por Bong Joon Ho, o filme foi o vencedor da Palma de Ouro em Cannes. É na próxima quinta-feira, 21/11, às 18h30, no Auditório Elke Hering da Biblioteca Universitária (BU). Os comentários são por conta de Gerusa Morgana Bloss e Yasmim Yonekura.

     

    Sinopse

    Em um porão sujo e apertado de uma periferia da Coreia do Sul vive uma família desempregada que se vira como pode. As coisas se alteram quando o filho, por meio de indicação de um amigo, começa a dar aulas particulares à filha mais velha de uma família abastada.Encantados com a realidade burguesa, toda a sua família resolve trabalhar na casa de seus novos patrões, sem poupar esforços para conquistar ganhos significativos. É assim que as duas famílias lutam por espaço, mesmo que por motivos diferentes. O roteiro enfatiza a luta de classes num cenário contemporâneo, desdobrando um drama marcado pelo trabalho e suas formas.

    Sobre os comentaristas

    Gerusa Morgana Bloss

    Psicóloga clínica. Doutoranda em Psicologia com ênfase em Psicologia Social e Cultura – Estética, Processos de Criação e Política pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Psicologia pela UFSC (2019). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Maria (2017). Membro do Grupo de Pesquisa: Psicanálise, Processos criativos e Interações Políticas – LAPCIP/UFSC.

    Yasmim Yonekura

    Possui graduação em Letras – Licenciatura Plena em Língua Inglesa pela Universidade do Estado do Pará (2014), onde também atuou como bolsista, pelo Departamento de Língua e Literatura (DLLT), no programa de Monitoria. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Estudos Culturais. Foi pós-graduanda e bolsista CAPES no Mestrado do Programa de Pós Graduação em Inglês, na Universidade Federal de Santa Catarina, de março de 2015 até agosto de 2017. No mês de agosto de 2017, defendeu a dissertação e obteve o título de mestrado em Estudos Linguisticos e Literários pelo Programa de Pós Graduação em Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente, é estudante de doutorado no referido programa, sob orientação da professora doutora Alessandra Brandão.